Armário Cápsula

Olá, Petites! Tudo bem?

Há pouco mais de um ano tenho realmente me sentindo incomodada com o acúmulo de roupas, sapatos e acessórios no meu quarto, da bagunça que esse acúmulo gera e da indecisão na hora de me vestir, que me faz perder minutos preciosos todos os dias.

acúmulo-de-roupas

No final do ano, quando me dei conta desse sufoco, resolvi fazer um “destralhe”. Não cheguei a contabilizar a quantidade, mas seguramente, tirei mais de 50 peças apenas de roupas. Naquela ocasião também me desfiz de muitos livros, revistas, itens de decoração e louça (nesse último item, ainda tenho apego!)

Segui o ano sem comprar loucamente, pois já tenho uma postura bem consciente em relação às compras: dificilmente compro por impulso e evito, de verdade, comprar coisas similares àquelas que eu já tenho. Dificilmente também compro algo no mesmo dia em que vejo: sempre levo alguns dias refletindo sobre a possível nova aquisição.

Ao longo do ano, fiz mais algumas limpas no meu armário, alguns escambos com a mãe e a hérmana e mesmo assim, continuo com aquela sensação de armário entulhado, com muita coisa que, apesar de gostar, já não consigo mais usar.

Levei bastante tempo até perceber que talvez, transformar o meu atual armário em um armário cápsula seja uma experiência proveitosa para mim e gostaria de dividir essa jornada com vocês.

armario-minimalista
Cobiço a tranquilidade que essa imagem me traz!!

Acho importante porém, esclarecer algumas coisas:

a) A ideia de montar um armário cápsula não veio porque “é moda”, mas em decorrência da angústia pelo acúmulo de itens sem uso no meu armário;

b) As minhas pretensões com a adoção de um armário cápsula são: i) não perder muito tempo na hora de me vestir, tendo que escolher várias coisas que eu já não gosto mas tanto, mas que continuam ali; ii) otimizar o aproveitamento daquelas peças que realmente gosto e me sinto bem; iii) acabar, ou pelo menos, reduzir a sensação de acúmulo de itens “inúteis”;

c) Não me declaro minimalista. Mas se eu o fizesse, certamente iria acabar com o preconceito que certas pessoas têm contra hábitos meus de, por exemplo, não sentir a necessidade de ter aquele celular de última geração que custam o preço de um rim e procurar versões mais econômicas dos produtos;

d) Admiro (e como!!) as pessoas que têm um armário que cabe em uma mala mas, sinceramente, não sei se conseguiria chegar lá, e também não tenho essa ambição;

e) Preciso ter uma postura ainda mais consciente sobre as minhas compras, em especial, de miudezas. Em relação a roupas estou tentando passar o mês de novembro inteiro sem compras e quem sabe, o mês de dezembro também – que para mim é o mês mais difícil, pois é o mês em que faço aniversário e o mês do Natal. Em pelo menos uma dessas datas, sempre gostei de usar uma roupa nova;

f) Tenho plena consciência de que vou acaber precisando comprar uma peça ou outra que esteja mais adequada ao meu gosto e que eu ainda não tenha. Quando isso acontecer, vou acabar optando por uma peça de qualidade, que vai me acompanhar por anos. E por isso que a compra tem que ser muito bem planejada!

g) Falando em compra bem planejada, já cheguei à conclusão de que preciso uma jaqueta de couro e uma bolsa de couro. Já faz bastante tempo que estou pesquisando para fazer uma aquisição certeira, já que quero carregar tais itens para, pelo menos, uns 10 anos. Assim que eu comprar a bolsa de couro (preta), irei me desfazer da bolsa preta que tenho no momento, porque acho que uma é suficiente para usar no cotidiano.

Esclarecidos esses pontos, tracei as seguintes estratégias para a produção do meu armário cápsula:

como-montar-um-armario-capsula

1) Estabeleci, a princípio, o período pelo qual pretendo permanecer com o armário cápsula, que é até o final do mês de fevereiro, já que, no início de março, aqui em Santa Catarina já tem aquele “cheirinho de outono”;

2) Estabeleci também, quantidade de 45 peças para permanecer no meu armário durante este período;

3) O “detox” vai ser, a princípio, apenas de peças de roupas, já que tenho uma quantidade bastante enxuta – mas suficiente – de sapatos, bolsas e outros acessórios;

4) Neste primeiro momento não vou me desfazer de todas as demais peças de roupas que “sobraram”, a não ser aquelas que já tenha certeza que não irei usar mais. As roupas de primavera/verão que ficaram de fora do armário cápsula vão para uma caixa. Se eu realmente sentir falta de alguma das coisas que eu já tenho, aquele item passará a integrar o meu armário cápsula;

5) Sobre não me desfazer de todo o excesso: como temos um inverno rigoroso aqui, preciso ter um bom suprimento de casacos de inverno e blusas de lã. Se eu resolver continuar a saga do armário cápsula no outono/inverno, provavelmente acabarei despachando algumas roupas mais quentes também;

6) Não vou me prender, necessariamente, a uma cartela de cores para ter no meu armário, porque a grande maioria das coisas que eu tenho já são em tons neutros, mas vou primar pelo número de combinações que a peça proporciona;

7) Durante esta primeira semana, fui anotando as peças que eu quero manter e procurei usá-las. Durante o final de semana, pretendo deixar separadas todas as peças que eu quero manter e começar a “exercitar” o armário cápsula a partir de segunda feira.

Espero ser bem sucedida nessa minha jornada e vou compartilhando a minha experiência aqui com vocês!

Wish me luck!!

Beijos!

 

 

1 comentário

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s